• Publish

Tecnologia para aumentar as vendas: entendendo de perto essa relação

Não se trata apenas de ferramentas digitais.

Mas de um ecossistema.






Desde que começou a ser amplamente explorada, a tecnologia trouxe à realidade das pessoas e empresas um ambiente completo e novo. Uma estrutura firme de códigos que comportam os mesmos sites e modelos de comunicação vistos há 30 anos, mas ainda assim flexível.


No processo de vendas, a metamorfose foi a mesma: primeiro, a inserção gradual de sistemas e softwares auxiliares. Agora, aplicativos e soluções capazes de automatizar toda uma etapa — ou mesmo toda a jornada — de vendas.


Nesse amadurecimento, pilares do novo mercado surgiram: e-commerces, redes sociais e talvez o principal de todos, o marketing digital. As bases para que as marcas começassem a explorar o verdadeiro potencial da tecnologia e dos ambientes digitais.


Nos Estados Unidos, por exemplo, bastou uma década para que a web dobrasse sua participação nas vendas do varejo, alcançando a marca de US$ 517 bilhões só em 2018.


Quanto mais tecnológico, mais pessoal.


A tecnologia só tem um papel tão importante no processo de vendas porque o modo de consumir mudou. Cada vez mais presentes, engajados e fidelizados nos ambientes digitais, as pessoas naturalmente passaram a consumir ali dentro.


E em um ecossistema tão rico, tão estruturado e ainda assim flexível, o que o mercado fez foi atender à essa necessidade. O grande mérito aqui foi que, enquanto fazia isso, ele investiu em novas formas de potencializar seus resultados para vender mais.


Depois de todos esses anos, o veredito é algo que, à época, parecia improvável:


A adoção da tecnologia deixou o processo de vendas mais pessoal — e por isso, mais eficiente.


A dúvida que fica é: como a tecnologia possibilitou essa guinada? Quais ferramentas as empresas utilizam para aumentar suas vendas e melhorar seus resultados?


Entendimento. Interação. Mensuração.

A área onde as soluções tecnológicas mais foram aplicadas foi a estratégica. Definir novas formas de ver o cliente, dialogar com ele e colocar os resultados em perspectiva foi o que transformou a área de vendas, marketing e TI.


Dados, para que te quero?

Talvez a principal herança da tecnologia e dos ambientes digitais sejam os dados. Em quantidades massivas, se espalham por bancos de dados de inúmeras empresas e também do poder público.

Seja um endereço de e-mail ou mesmo o número do cartão de crédito, tudo é registrado.

E também usado.

Empresas aproveitam estes dados para realizar análises e entender seus clientes e também os interessados.

Qual o perfil-ideal de seu comprador? Seu gênero, nível de estudo, obrigações profissionais e familiares, o que gosta vestir, ler, ouvir e ver?

Os dados são capazes de gerar uma percepção muito clara para as empresas, a resposta para uma pergunta muito importante: o que meu cliente quer? Qual sua dor e como minha empresa pode ajudá-lo?

Dessa forma, é possível agir com precisão e oferecer soluções sob medida para aquela persona. O resultado é uma estratégia mais assertiva e eficiente de vendas.


Converso, logo existo

Quantos canais de diálogo as plataformas digitais oferecem? Quantos meios de comunicação a tecnologia possibilitou? Para as duas perguntas, a resposta é uma: incontáveis.

Na era da tecnologia, as estratégias de comunicação das empresas evoluíram e abraçaram esses canais, se adaptando tanto às necessidades das pessoas, mas saindo da tríade tradicional, tevê-jornal-revista.


Redes sociais e demais mídias entraram no plano de comunicação das empresas, que também adotaram estratégias como o omni-channel, que prioriza a experiência do cliente ao integrar seus múltiplos canais de venda (loja física, e-commerce, atendimento via telefone, WhatsApp, etc).


Agora, se comunicar com o cliente é algo natural — mas que precisa ser pensado. Novamente, entram em cena os dados, que refletem as posições e preferências das suas personas e, de forma mais ampla, do seu público-alvo.


Separando o joio do trigo

Os dados não vêm apenas do seu público. Qualquer ação interna gera um dado que a quantifica e que é passível de interpretação e mensuração.


No processo de vendas, a tecnologia possibilitou uma evolução dessa etapa, além de plataformas responsivas que agilizam e aprofundam o trabalho.


Assim, é possível para a empresa avaliar sua equipe de vendas, as taxas de conversão, os produtos que mais venderam, os cenários, as estratégias de marketing digital empregadas… Absolutamente tudo.

Esse poder de análise permite que a empresa avalie (e reavalie) os caminhos tomados, entenda a eficiência de sua equipe e quais demandas priorizar.


Marketing Digital: uma ponte entre vendas e tecnologia.

Além de promover a conversa entre marca e cliente, o marketing digital atua para torná-la reconhecida. Institui sua credibilidade. Informa, anuncia, arranja um jeito de chegar às caixas de entradas dos e-mails ou mesmo na timeline do Facebook da pessoa.


O marketing digital permeia cada passo da intenção de vendas em um ambiente digital.

Por isso é tão necessário contar com essa estratégia, se o seu intuito for melhorar sua presença e seus resultados online. Abraçar o potencial do marketing digital frente às novas tecnologias e adaptar sua estratégia de vendas para que aproveite de seus benefícios!


LINKEDIN

Não se trata apenas de ferramentas digitais. Mas de um ecossistema.

A tecnologia apresentou uma nova realidade para pessoas e empresas. Algo novo, completo, mas também passível de mudanças, expansões e melhorias. Foi nesse cenário que o processo de vendas evoluiu e chegou ao ponto atual: multifacetado, ultrasegmentado e muito eficiente.

Mas como se deu essa relação? Como tecnologia afeta os processos internos da empresa, assim como sua estratégia de marketing, ao nível de revolucionar seus resultados e aumentar vendas?

Discutimos isso em nosso novo post, “Tecnologia para aumentar as vendas: entendendo de perto essa relação”.


FACEBOOK

Como a tecnologia afetou o processo de vendas?

Na verdade, essa relação pode ser comparada a um grande evento, como a revolução industrial. Um movimento com mudanças profundas, impactantes não só no presente das empresas, como no seu futuro.

Mas é algo que ainda precisa ser entendido e estudado.

Afinal, como a tecnologia é capaz de afetar tanto os processos internos de uma empresa? Como a tecnologia é capaz de guiar a estratégia de marketing? E principalmente, como é capaz de aumentar as vendas?

Falamos mais sobre o assunto em nosso novo post, “Tecnologia para aumentar as vendas: entendendo de perto essa relação”. Confira!

2 visualizações

Todos os direitos reservados. Publish 2020